Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione Esc para cancelar.
CONANE, PORTAS E REDES
23 de abril de 2019

Sabe aquela sensação gostosa de escutar a primeira pipoca que estoura na panela? Sinal de que o milho está bem quente e de que o processo é irreversível: dali em diante vamos ouvir cada vez mais estalos.

Algo assim senti ao participar do primeiro CONANE em novembro de 2013, lá em Brasília. Processos individuais e coletivos que estavam cozinhando nas distintas partes do país reuniam-se e, ali, se faziam ver.  Se entrelaçavam e fortaleciam.

A capital federal dava lugar ao espaço de encontro de educadores, cientistas, artistas e entusiastas da educação, de distintas realidades e gerações. As palestras e rodas de conversa tinham como tema transversal: quais alternativas ao sistema tradicional de ensino já existem hoje no Brasil? Como potencializá-las, visibilizá-las, estimular a criação de outras?

Eis o desafio.

A Educação precisa aumentar sua qualidade. Mas bem, isso já é frase batida, consenso social. O ponto essencial é: como? A CONANE queria buscar os “comos” e gerar uma rede de pessoas que no seu dia-a-dia já experimentam pedagogias diferentes capazes de repensar as bases do sistema educativo.

Ali mesmo na Conferência, foi entregue ao MEC o III Manifesto pela Educação, fruto do debate entre educadores impulsionado pela articulação da Rede Românticos Conspiradores. As crianças do evento também entregaram um documento elaborado por eles, o Manifestinho.

Podemos dizer que vivíamos um momento especial de convergência de novos ares, de impulso para abrir portas e tecer redes.

Internacionalmente, em agosto de 2012, estreava o filme A Educação Proibida, que questiona os paradigmas da educação tradicional ao mostrar experiências alternativas na América Latina e Espanha. O documentário gerou muitas reflexões, deu origem à Reevo (rede de educação alternativa) e hoje já possui quase 12 milhões de visualizações no Youtube.

Nacionalmente, víamos o mapeamento de iniciativas inovadoras feito pelo Caindo no Brasil, a movimentação gerada pelo Edu on Tour e projetos que estavam cozinhando para sair do forno no ano seguinte, como o lindo filme Quando Sinto Que Já Sei, estreado em julho de 2014 que mostra escolas brasileiras com um novo olhar sobre a Educação.

O ano seguinte ao CONANE (2014) foi cheio de pipocas que estouravam: Ciranda de Filmes em abril, estreia dos filmes Sementes do Nosso Quintal e Tarja Branca, Virada Educação em maio, intensas atividades da Rede Nacional de Educação Democrática, Centro de Referências em Educação Integral, Portal Aprendiz, Movimento Entusiasmo, entre outras.

E 2015 continua com este movimento, que parece crescer em espiral. Teremos outra Virada Educação em setembro, agora em várias cidades do país; além do Mapa Educação, em Brasília no final de agosto. Nossos vizinhos latinoamericanos estão organizados para a primeira Semana da Educação Alternativa, SEA Bogotá, que acontecerá ainda neste mês. E em maio houve nova Ciranda de Filmes e a estreia do filme Território do Brincar, propondo um encontro poético com a criança brasileira.

A CONANE deste ano, em sua segunda edição (5 a 7 de setembro em São Paulo), será outro acelerador da transformação que estamos cocreando todos juntos. Contará também com a participação de educadores de outros países, pois este movimento é mundial e se entrelaça com os demais. O Ministro da Educação, Renato Janine, participará representando o olhar das políticas públicas brasileiras.

Gosto de uma frase que dizem ter sido escrita por Victor Hugo: “não há nada mais poderoso do que uma ideia cujo tempo chegou”.

 

Links en orden para añadir al texto:

 

www.conane.pro.br

www.manifestopelaeducacao.blogspot.com.br

www.romanticos-conspiradores.ning.com

www.caindonobrasil.com.br

www.eduontour.weebly.com

www.educacionprohibida.com

Quando Sinto Que Já Sei: www.youtube.com/watch?v=HX6P6P3x1Qg

www.cirandadefilmes.com.br

www.sementesdonossoquintal.com.br

Tarja Branca: www.youtube.com/watch?v=dadvMzBqIdI

www.viradaeducacao.me

www.educacaointegral.org.br

Portal Aprendiz: www.aprendiz.uol.com.br

www.facebook.com/movimentoentusiasmo

www.seabogota.org

 

Algo assim senti ao participar do primeiro CONANE em novembro de 2013, lá em Brasília. Processos individuais e coletivos que estavam cozinhando nas distintas partes do país reuniam-se e, ali, se faziam ver. Se entrelaçavam e fortaleciam.

Artigos Relacionados

Quem viver verá

Quem viver verá

É sempre muito difícil perceber uma revolução, enquanto ela acontece. Apenas ao passar dos anos,...

ler mais
Aislan Munin
Pai da Liz. Membro cooperado do Portal da Educadora, Estudou Ciências Sociais na PUCSP e FESPSP, autodidata em Sistemas Web, uniu as duas áreas trabalhando como sócio-educador lecionando Introdução a Informática.