Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione Esc para cancelar.
Curso de Capacitação apresenta outras formas de organizar a instituição escolar
23 de abril de 2019

Universidade Paulista abre 40 vagas para interessados no curso de capacitação “Repensando Modelos Educacionais: Educação para Liberdade, Saúde e Direitos Humanos”.

Dentre os objetivos do curso a universidade se propõe a oferecer subsídios e experiências que permitam uma visão crítica do modelo predominante de educação, compreendendo seus compromissos históricos e os modos de ser, de se relacionar e de adoecer que tende a produzir; Apresentar outras formas possíveis de Educação e de organização da instituição escolar, com base em experiências de escolas públicas e privadas que já oferecem aos seus estudantes uma cultura mais coletiva e colaborativa, vinculando seu currículo a interesses/ sonhos pessoais e coletivos, para o desenvolvimento da autonomia individual e comunitária; Pensar que subjetividades e sociedades projetam e que necessidades humanas podem suprir, prevenindo e dissolvendo diversos processos de adoecimento/sofrimento; Oferecer e propiciar a criação de instrumental prático para modos de Educação e Saúde Mental que superam entraves e contradições dos modelos convencionais.

O curso conta com convidados relacionados a experiências educativas já reconhecidas; Ana Elisa (diretora da EMEF Desembargador Amorim Lima), Regina Machado (diretora do Projeto Âncora), Maria Amélia (Diretora do Colégio Viver), Braz Nogueira (ex-diretor da EMEF Campos Salles), Rosa Bertholini (diretora da Escola Teia Multicultural), Eda Luiz (diretora do CIEJA Campo Limpo), Denis Plapler ( gestor do Portal do Educador) e Carla Ferro (pesquisadora do tema Desescolarização). Além das coordenadoras Beatriz de Paula Souza ligada ao Fórum Sobre Medicalização da Educação e da Sociedade, Gabriela Guth, do Centro Gaspar Garcia de Direitos Humanos e Mônica Cintrão, Docente de Pós-Graduação da Universidade Paulista.

O curso é destinado a profissionais de Educação e Saúde e outros interessados no tema, que sejam graduados em curso superior reconhecido pelo Conselho Nacional de Educação. A carga horaria é de 48 horas e a coordenação realizada pelas professoras Beatriz de Paula Souza, Gabriela Guth e Mônica Cintrão.

Programa do Curso

•   Desnaturalização da escola hegemônica:

 raízes e compromissos históricos

•   Movimentos contra-hegemônicas em Educação

•   O papel da valorização dos direitos humanos

•   Metodologias contra-hegemônicas em Educação e Saúde

 

 Link para inscrição:

http://www.posunip.com.br/curso-detalhe/repensando-modelos-educacionais:-educacao-para-liberdade,-saude-e-direitos-humanos/sp/sao-paulo/curta-duracao/presencial/10981/POS/

 

Mais informações poderão ser obtidas através dos telefones:

São Paulo – Central de Pós-Graduação Lato Sensu – (11) 2166-1066. 

atendimento.pos@unip.br.

 

Dentre os objetivos do curso pretende-se oferecer subsídios e experiências que permitam uma visão crítica do modelo predominante de educação, compreendendo seus compromissos históricos e os modos de ser, de se relacionar e de adoecer que tende a produzir;

Artigos Relacionados

Aislan Munin
Pai da Liz. Membro cooperado do Portal da Educadora, Estudou Ciências Sociais na PUCSP e FESPSP, autodidata em Sistemas Web, uniu as duas áreas trabalhando como sócio-educador lecionando Introdução a Informática.