Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione Esc para cancelar.
Curso de Capacitação apresenta outras formas de organizar a instituição escolar
23 de abril de 2019

Universidade Paulista abre 40 vagas para interessados no curso de capacitação “Repensando Modelos Educacionais: Educação para Liberdade, Saúde e Direitos Humanos”.

Dentre os objetivos do curso a universidade se propõe a oferecer subsídios e experiências que permitam uma visão crítica do modelo predominante de educação, compreendendo seus compromissos históricos e os modos de ser, de se relacionar e de adoecer que tende a produzir; Apresentar outras formas possíveis de Educação e de organização da instituição escolar, com base em experiências de escolas públicas e privadas que já oferecem aos seus estudantes uma cultura mais coletiva e colaborativa, vinculando seu currículo a interesses/ sonhos pessoais e coletivos, para o desenvolvimento da autonomia individual e comunitária; Pensar que subjetividades e sociedades projetam e que necessidades humanas podem suprir, prevenindo e dissolvendo diversos processos de adoecimento/sofrimento; Oferecer e propiciar a criação de instrumental prático para modos de Educação e Saúde Mental que superam entraves e contradições dos modelos convencionais.

O curso conta com convidados relacionados a experiências educativas já reconhecidas; Ana Elisa (diretora da EMEF Desembargador Amorim Lima), Regina Machado (diretora do Projeto Âncora), Maria Amélia (Diretora do Colégio Viver), Braz Nogueira (ex-diretor da EMEF Campos Salles), Rosa Bertholini (diretora da Escola Teia Multicultural), Eda Luiz (diretora do CIEJA Campo Limpo), Denis Plapler ( gestor do Portal do Educador) e Carla Ferro (pesquisadora do tema Desescolarização). Além das coordenadoras Beatriz de Paula Souza ligada ao Fórum Sobre Medicalização da Educação e da Sociedade, Gabriela Guth, do Centro Gaspar Garcia de Direitos Humanos e Mônica Cintrão, Docente de Pós-Graduação da Universidade Paulista.

O curso é destinado a profissionais de Educação e Saúde e outros interessados no tema, que sejam graduados em curso superior reconhecido pelo Conselho Nacional de Educação. A carga horaria é de 48 horas e a coordenação realizada pelas professoras Beatriz de Paula Souza, Gabriela Guth e Mônica Cintrão.

Programa do Curso

•   Desnaturalização da escola hegemônica:

 raízes e compromissos históricos

•   Movimentos contra-hegemônicas em Educação

•   O papel da valorização dos direitos humanos

•   Metodologias contra-hegemônicas em Educação e Saúde

 

 Link para inscrição:

http://www.posunip.com.br/curso-detalhe/repensando-modelos-educacionais:-educacao-para-liberdade,-saude-e-direitos-humanos/sp/sao-paulo/curta-duracao/presencial/10981/POS/

 

Mais informações poderão ser obtidas através dos telefones:

São Paulo – Central de Pós-Graduação Lato Sensu – (11) 2166-1066. 

atendimento.pos@unip.br.

 

Dentre os objetivos do curso pretende-se oferecer subsídios e experiências que permitam uma visão crítica do modelo predominante de educação, compreendendo seus compromissos históricos e os modos de ser, de se relacionar e de adoecer que tende a produzir;

Artigos Relacionados

Quem viver verá

Quem viver verá

É sempre muito difícil perceber uma revolução, enquanto ela acontece. Apenas ao passar dos anos,...

ler mais
Aislan Munin
Pai da Liz. Membro cooperado do Portal da Educadora, Estudou Ciências Sociais na PUCSP e FESPSP, autodidata em Sistemas Web, uniu as duas áreas trabalhando como sócio-educador lecionando Introdução a Informática.