Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione Esc para cancelar.
Novo projeto da prefeitura de São Paulo pretende trabalhar a música de forma não seriada
23 de abril de 2019

Na segunda-feira, 15 de Junho, a Prefeitura de São Paulo lançou o projeto Canta São Paulo. Em parceria com o Coral Paulistano Mario de Andrade o projeto tem como objetivo formar corais em todas escolas de ensino fundamental (EMEFs).

Serão abertas 500 vagas para professores da rede municipal interessados na formação para orientadores musicais. O curso será de Agosto a Novembro deste ano e terá 100 horas de duração.

Gabriel Chalita, secretario municipal de Educação afirmou que o projeto nasceu de sugestões dos professores, diretores e supervisores da rede municipal. 

Posteriormente ao curso de formação, estes professores serão os responsáveis por organizar os grupos de coral dentro de suas escolas.

O secretario Nabil Bonduki comentou que  "O Canta São Paulo visa recuperar a enorme potencialidade que nós temos em fazer com que a cidade volte a cantar", uma vez que São Paulo chegou a ter por volta de 10 mil corais nos anos 70.

Para o prefeito Haddad "O desafio que está colocado para a escola pública é como garantir a educação sem rebaixá-la a um mero processo de assimilação ou de decodificação de linguagens. Os sistemas educacionais mais avançados são aqueles que propiciam a cada educando justamente uma experiência a diferentes esferas e conjunto de valores".

Quem sabe a partir desta iniciativa da prefeitura as escolas possam se abrir para ideia dos estudantes se organizem de maneira mais livre e menos rígida, se associando de acordo com seus interesses, com pares de diferentes idades.

Na segunda-feira, 15 de Junho, a Prefeitura de São Paulo lançou o projeto Canta São Paulo. Em parceria com o Coral Paulistano Mario de Andrade o projeto tem como objetivo formar corais em todas escolas de ensino fundamental (EMEFs). Serão abertas 500 vag

Artigos Relacionados

Aislan Munin
Pai da Liz. Membro cooperado do Portal da Educadora, Estudou Ciências Sociais na PUCSP e FESPSP, autodidata em Sistemas Web, uniu as duas áreas trabalhando como sócio-educador lecionando Introdução a Informática.