Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione Esc para cancelar.
Tipos de conhecimento: O ser humano é um ser matemático
23 de abril de 2019

Todo fazer humano implica o estabelecimento de relações, que se estruturam em operações aritméticas, geométricas e lógicas. O ser desenvolve, amplia, estrutura e aperfeiçoa a inteligência à medida que desenvolve as estruturas  básicas do pensamento: topológicas, algébricas e de ordem.

O homem é um sujeito que pensa e, consequentemente, percebe coisas, cria imagens, estabelece e analisa relações, opera mentalmente e formula conceitos. Esse fazer compreender do homem acompanha-o ao longo da vida. É durante a primeira infância, nas primeiras experiências escolares, que pais e professores devem estar atentos a essa construção para que a apreensão, a análise, a reflexão e a operação sobre o real não sejam obstruídas por atos impensados dos adultos.

São três os tipos de conhecimento com os quais se lida: físico, social e lógico-matemático.

O conhecimento físico é o que se refere aos objetos do mundo exterior ao sujeito. São os  elementos da natureza e os elementos construídos pelo homem, cuja percepção é empírica.

O conhecimento social refere-se às convenções sociais, arbitrárias em sua maioria e são transmitidas de indivíduo para indivíduo. É ensinado.

O conhecimento lógico-matemático é interno ao sujeito. Não pode ser ensinado e apoia-se nas relações que o indivíduo estabelece entre objetos, fatos, acontecimentos. As semelhanças, igualdades e/ou diferenças não estão nos objetos em si, mas na cabeça do sujeito que estabelece paralelo entre eles.

Esses três tipos de conhecimento interligam-se e complementam-se.

O aprender exige que cada ser deseje aprender e interaja com seus pares e com o objeto de conhecimento.  Construção cognitiva é, ao mesmo tempo, coletiva, ativa e individual. Possui aspectos figurativos, operativos e conotativos.

O conhecimento figurativo é o ligado ao real externo ao sujeito. É a apreensão de objetos e pessoas, sem estabelecimento de relações. Percebem-se formas, cores, tamanhos.  Forma-se uma imagem mental isolada.

A metodologia que enfatiza o conhecimento figurativo centra-se na memorização, na repetição, nos truques (macetes). O aprendiz, no caso, não estabelece relações, não liga o que já conhece com o novo e vice-versa. Vê o quatro (4), mas não sabe o que o quatro (4) tem a ver com o três (3) e o cinco (5).

O conhecimento conotativo liga-se à formação de conceitos, de significados. Vai além do figurativo: a cadeira deixa de ser um objeto de quatro pernas, com um assento e um encosto e passa a ser um lugar de se sentar, diferente do objeto mesa e do objeto sofá.

O aprendiz apreende o real e passa a dar sentido a ele. Utiliza-se dos conceitos elaborados, usando os objetos conforme o seu significado.

A aprendizagem operativa ocorre na interação do aprendiz com os objetos do real, marcando-se pelo pensamento, pela busca da resolução de conflitos e contradições, consequentes da interação. É “inconsciente”.

As estruturas cognitivas são consequência das ações do aprendiz. Essas ações vão se estruturando e modificando-se ao longo do desenvolvimento cognitivo. Ao manipular objetos, o aprendiz percebe diferenças e semelhanças entre eles e a forma de reagir de cada um sob sua ação. Assim, ele nomeia as propriedades de um objeto, a partir do conhecimento físico que possui e da abstração simples, isto é, sem estabelecer relação de transitividade e de análise. Quando se estabelece a relação de transitividade, realiza-se a classificação e a seriação e se tem, então, uma abstração reflexiva, isto é, o aprendiz toma consciência das relações. Pensa, reflete, reconstrói ou modifica uma situação.

O conhecimento lógico-matemático se dá a partir de abstrações reflexivas.

QUESTÕES PARA REFLEXÃO E DISCUSSÃO.

 

1.        A que tipo de conhecimento você dá ênfase no dia a dia da sala de aula?

 

2.        Por que se diz que o conhecimento lógico – matemático é interno ao sujeito?

 

3.        O que é conhecimento figurativo?

 

4.        A seus pares: explique e exemplifique o significado da unidade dezena.

 

 

Todo fazer humano implica o estabelecimento de relações, que se estruturam em operações aritméticas, geométricas e lógicas. O ser desenvolve, amplia, estrutura e aperfeiçoa a inteligência à medida que desenvolve as estruturas básicas do pensamento: topol

Artigos Relacionados

Quem viver verá

Quem viver verá

É sempre muito difícil perceber uma revolução, enquanto ela acontece. Apenas ao passar dos anos,...

ler mais
Aislan Munin
Pai da Liz. Membro cooperado do Portal da Educadora, Estudou Ciências Sociais na PUCSP e FESPSP, autodidata em Sistemas Web, uniu as duas áreas trabalhando como sócio-educador lecionando Introdução a Informática.